Festival de Cultura

Mostrar / Esconder thumbs

Confira a cultura dos povos em uma viagem pelos Festivais do mundo.

5° LUGAR:UP HELLY AA – ESCÓCIA

Os vikings marcaram época com suas invasões pela região européia em 800 d. C.

Armados até os dentes, em embarcações de dar inveja a qualquer nau portuguesa, graças também ao espírito aventureiro, eles revitalizaram o comércio marítimo europeu durante a Idade Média.

Desde 1870, na última terça feira do mês de janeiro, em Lerwick é possível fazer uma viagem no tempo dessa história. O Festival Up helly AA esquenta o inverno escocês com suas tochas de fogo e celebra a influência dos vikings escandinavos que chegaram na região através do Atlântico e Mar do Norte.

Durante a noite, milhares de vikings com suas roupas típicas carregam tochas pela Ilha cantarolando músicas da época como Up helly AA e Norsemans Home e fazem discursos a população. No centro das comemorações, uma réplica de uma embarcação viking é incendiada pelas tochas.

As comemorações desses vikings atuais não param por ai. Eles bebem e dançam a noite inteira, até o amanhecer. Sorte deles que é feriado na Ilha no dia seguinte.

4° LUGAR: FESTIVAL HOLI – ÍNDIA

A chegada da primavera no mês de março é comemorada pelos indianos no maior estilo “Salve-se quem puder, estou armado de pó colorido até os sáris”.

De alegria e frivolidade contagiantes, a cidade se colore em tons de rosa, laranja, amarelo e vermelho em verdadeiras guerras de pós coloridos que as pessoas atiram umas nas outras. A “lambança” fica por conta da criançada, que mistura esse pó com água em bexigas e pistolas de brinquedo.

Nas noites anteriores ao festival, grandes fogueiras são acesas e uma efígie do demônio Holika é queimada, simbolizando o triunfo do bem sobre o mal. O festival que começa apenas na manhã seguinte, é embalado por um incrível som de tambores com direito a desfile de elegantes fantasiados.

Holi não colore apenas as ruas, como também o espírito do indiano no maior festival de toda Índia.

3° LUGAR: FESTIVAL DO DENTE – SRI LANKA

Kandi, Sri Lanka é a antiga capital religiosa do Budismo. É lá que está guardado o objeto mais reverenciado pelos budistas, o dente canino de Buda. Diz a lenda, que depois da cremação do Buda, seu dente foi salvo e está guardado no Templo Sri Dâlada Mâligâwa.

Antigamente, durante a lua cheia no fim do mês de julho ou início de agosto, o dente de Buda era levado em uma procissão de elefantes enfeitados para que todos pudessem vê-lo.

Hoje em dia, o dente não sai mais do Templo, mas uma procissão de homens, nobres, mulheres, dançarinos do fogo, malabaristas, músicos, elefantes e acrobatas vai ao templo para venerar esse objeto sagrado.

O Festival dura onze dias e na última noite, milhares de devotos entram no Templo segurando velas acesas e dão uma volta no santuário como prova de respeito.

Esse Festival, chamado de Esala Perahera é a maior celebração budista do mundo e atrai aproximadamente um milhão de pessoas por ano.

2°LUGAR: FESTIVAL DE SAN FERMIN - ESPANHA

Esse festival acontece na cidade de Pamplona, Espanha entre os dias 6 e 14 de julho. A festa celebra o padroeiro da cidade San Fermin e lembra um carnaval de rua misturada com a tradicional tourada espanhola regada a muita bebida.

No dia 6, ao meio dia, fogos são lançados pela sacada do Palácio do Governo Municipal dando início a festa. Esse festival atrai milhares de turistas por ano com suas roupas brancas e lenços vermelhos.

O ponto forte dessa comemoração são os encierros. Em um percurso de 800 metros turistas e touros correm desnorteados calle abaixo pelas estreitas ruas de Pamplona. Antes dessa corrida maluca, os corredores se reúnem em frente a estátua de San Fermin para pedir proteção. A corrida termina na Plaza de Touros, onde os touros mais tarde participarão das touradas.

No dia 7 há uma procissão de pessoas que seguem a estátua de San Fermin junto com os gigantes (muito parecidos com os bonecos de Olinda), só que esses são figuras de reis e rainhas da Europa, Ásia, África e América.

A festa é encerrada no dia 14, com milhares de pessoas segurando velas e cantando a dramática canção Pobre de Mí.

1° LUGAR: FESTIVAL THAIPUSAM - MALÁSIA

Pra fechar com chave de ouro nossa viagem por alguns dos festivais do mundo, turistas e devotos que participarão desse festival precisam ter estômago pra ver e muita coragem ou fé pra participar.

Praticado por povos hindus na Malásiia no mês de janeiro ou fevereiro, esse Festival comemora a ocasião em que a deusa Parvati entrega uma lança a seu filho Murugan, deus da guerra, vencendo portanto o demônio.

Um cheiro forte de incenso toma conta do ar enquanto os devotos raspam suas cabeças para se livrar dos pecados, tomam banho de ducha fria para purificar e passam por alguns sacrifícios físicos para implorar ajuda do deus Murugan. Esses sacrifícios consistem em pendurar ganchos na pele, tipo piercings e carregar oferendas até o Templo localizado nas Batu Caves, cavernas sagradas dos hindus.

Os devotos andam por alguns quilômetros com ganchos pelo corpo inteiro e lanças que perfuram o rosto numa espécie de transe. Como se não bastasse, na chegada do Templo, alguns calçam sandálias de pregos para subir os quase 300 degraus. Quanto mais dor, mais mertito ganharão de Deus.

Finalmente terminado o percurso eles rezam e depositam as oferendas. Haja fé!

Gostou? Agora é só curtir a página do Lugares no Mundo no Facebook aqui!

Créditos das fotos: (1)(2)(3)(4)(5)(6) Divulgação


Créditos: Festival de Cultura

Última atualização em 13/10/2012 as 20h44

Lugares no

esportes, praia, noite

Avaliações

Dê a sua opinião.

1 votos

Galerias.

Confira esta seleção de matérias e destinos com imagens incríveis.

Ver todos