Cervejas pelo Mundo

Mostrar / Esconder thumbs

Melhores cidades para apreciar a loura

O Lugares no Mundo faz uma volta ao mundo e traz um presente aos apreciadores da loura estupidamente gelada! Os cinco melhores lugares do mundo para beber cerveja. Agora, passaporte em mãos, faça seu trabalho de cervejeiro e se una aos outros do clube.

MUNIQUE, ALEMANHA
 
A melhor Oktoberfest do mundo! Munique consome anualmente 125 milhões de galões de cerveja, e acreditamos que boa parte se deve às comemorações de outubro. Lá encontramos o Hofbrauhaus Beer Hall, o bar bárvaro mais tradicional e conhecido do mundo inteiro, com restaurante, música típica e claro, muita cerveja. O happy hour para eles é uma coisa tão séria que no site do bar está a lista de consumidores frequentes, e nada tira o lugar reservado para os clientes rotineiros. Enquanto alguns grupos de pessoas reservam suas mesas para toda quarta-feira a partir das 16 horas, alguns tem reservas diárias, afinal todo dia é dia de beber. A hora da cerveja é quase religiosa nessa cidade. O preço médio por pint (copo com cerca de 500 mL, mas pode variar em cada país) é 3 Euros.
 
Onde beber o líquido sagrado:
 
Weihenstephaner - Diretamente do século XI, estamos falando da cervejaria mais antiga do mundo. A dica por aqui é aproveitar as cervejas do tipo Pale Lager, bem encorpadas.
 
Seehaus - Se sua viagem for no verão, você poderá aproveitar alguns dos tradicionais jardins de cerveja, bares abertos com belas vistas e cerveja gelada para aliviar o calor. A Seehaus é um desses lugares, com a bela vista do lago do parque English Garden, com cisnes brancos. Atenção se você é do tipo que bebe e se transforma no rei da natação, porque o lago fica ao lado das mesas.
 
Chinese Tower Beer Garden - Também próximo ao parque. A trilha sonora conta com múica bávara.
 
AMSTERDAM, HOLANDA
 
Terra natal de marcas clássicas e conhecidas pelo mundo inteiro como Heineken, Grolsh e Amstel. De forma geral Amsterdam é a terra das cores, sabores e da arte de ser um bon-vivant. Muitos não gostam de doces e dispensam comer fatias de bolos típicos, se é que vocês me entendem, mas a cerveja, ah esta sim, é indispensável. Preço médio por pint, 3 Euros.
 
Onde beber o líquido sagrado:
 
Cracked Kettle - A melhor parte a respeito dessa loja é que você não precisa ir até a Holanda para comprar. A loja online oferece 500 tipos de cervejas pelo preço mais justo que se pode encontrar. Além de cerveja, nos três andares da casa, que já tem 400 anos, é possível encontrar vinhos, queijos e presentes. Mas não é possível consumir nada lá.
 
Café Gollem - Apesar do nome nos remeter a uma taverna medieval onde guerreiros faziam uma pausa para tomar suas enormes canecas, o Café Gollem faz mais o estilo aconchegante e sofisticado, nada de trolls. Com os dizeres "biercafe" na frente do estabelecimento, a casa que funciona há 30 anos oferece cerca de 200 marcas de cervejas, acompanhadas do som do jazz.
 
IJ Brewery - É hipnótico se sentar no bar desse pub para ver a cerveja cremosa e densa saindo da máquina refrigeradora. O primeiro gole é praticamente um poema. Com o seu próprio moinho, a cervejaria realiza um tour que permite que o cliente deguste 10 de suas cervejas orgânicas.
 
HANOI, VIETNÃ
 
Aqui está concentrada a maior variedade de cervejas da Ásia a preços incrivelmente baixos, a ponto de deixar qualquer um embasbacado na hora que a conta chegar na mesa. O gosto pela bebida veio com a Guerra, quando os soldados americanos conseguiam passar muito tempo longe de suas famílias e namoradas, da comida de suas mães, mas nunca, jamais, da cerveja, o que levou a uma grande demanda do produto no país. O preço do pint é 2.500 Dongues, o que dá cerca de 20 centavos.
 
Onde beber o líquido sagrado:
 
Diferentemente da Europa que possui cervejarias com produtos próprios a cada dois quarteirões, em Hanoi, a maioria dos bares segue o modelo boteco, no bom e no mau sentido. Então qualquer um que você parar vai realizar bem sua função barística. As marcas mais populares são Biere Larue, Tiger 333, San Miguel e Bia Saigon. Uma característica das cervejas do país é que elas são bem suaves e com graduação alcoólica baixa, na média de 3%. E por falar em porcentagem, na hora de brindar diga "tram phan tram" que significa 100%. Certamente diferente de "Saúde" e "Cheers", já que a cada gole fica mais difícil de falar o quase trava-línguas.
 
MELBOURNE, AUSTRÁLIA
 
Lá para os lados das terras "Down Under", com seu calor intenso e natureza latente, nada melhor do que uma cerveja gelada para refrescar a alma. Por aqui cervejas encorpadas competem de forma justa com as leves e refrescantes. No dialeto dos iniciados saiba que se você pedir "a shout" no balcão, significa que você vai pagar a rodada e "cervejas lite/light" possuem menos álcool e não menos calorias. Entre as mais pedidas estão a Cooper Red, a Toohey e a Victoria Bitter. E para apreciá-las é necessário ir para o bar, já que o consumo é proibido nas ruas e praias. O preço médio do pint ? 5 Dólares Australianos.
 
Onde beber o líquido sagrado:
 
Dan Murphy's: Online ou pessoalmente, essa loja vende uma quantidade exorbitante de bebidas para agradar a todos os gostos, e com certeza em algum clube você se encaixa (clube da cerveja, do uísque, do vinho...). Mas como estamos falando da estrela de sexta-feira, a boa notícia é que por aqui, exclusivamente nesse lugar, 1 Dólar Australiano (que tem praticamente o mesmo valor do Dólar Americano) compra 24 latinhas. O sonho de qualquer um que planeja fazer um churrasco.
 
Beer Deluxe: Um salão de cervejeiros, onde é possível beber marcas nacionais assim como as mundialmente famosas. Comece a noite com um Lager americana tradicional, para tomar uma Dubel Belga até chegar no fim da noite no Stout do Sri Lanka, após ter passado por diversos países.
 
King Street Brewhouse - Um dos bares que mais representa a hospitalidade australiana. No restaurante, bebidas harmonizadas com deliciosos e carnudos steaks. A combinação se torna mais sublime em dias de jogos e lutas, já que TVs espalhadas por toda parte não deixam você perder um lance sequer e a reação dos australianos quando um esporte está sendo transmitido, é bem similar à dos brasileiros.
 
CIDADE DO MÉXICO, MÉXICO
 
Se sua viagem for feita à base apenas de tequila, você não irá lembrar de muita coisa, portanto, focados na saúde e bem estar, recomenda-mos: Tequila à noite, cerveja de dia! Até porque o calor da cidade pede pelo líquido dourado e gelado. O país produz várias marcas de cerveja, mas foram poucas as que emplacaram nos Estados Unidos. O melhor a se fazer é descobrir alguma pequena cantina que siga uma receita centenária e bem artesanal. Cervejas mais encorpadas como a Noche Buena, que segue o estilo germânico, ficam disponíveis no mercado sazonalmente, geralmente de setembro a dezembro. As cervejas leves dominam o ano todo. O preço médio do pint é de 2 Dólares, mas é possível achar por menos.
 
Onde beber o líquido sagrado:
 
Microcervejarias-boutique: Com fabricação própria e ambientes semelhantes, dois lugares (muito) bem indicados, onde é possível ver vários turistas e locais misturando tequila, limão, sal e cerveja são: Cerveceria San Angel e o Santa Fe Beer Company.
 
Cantinas - Aqui estão as melhores receitas de cerveja artesanal, com lendas que dizem que estas cervejas são milagrosas para a saúde e para a virilidade no caso dos homens. Os mais indicados para degustar la cerveza mexicana são o Salon Corona, o La Opera Bar e o La Terraza del Conquistador, todas com uma grande variedade de tipos e sabores.
 
EXTRA: CURIOSIDADE DAS CERVEJAS EM OUTROS PAÍSES
 
- Em Tóquio, a cerveja está por toda parte. Além de diversos bares, máquinas nas rua semelhantes as de refrigerantes daqui vendem as principais marcas nacionais como Asahi, Kirin e Sapporo por cerca de 250 Ienes (cerca de 5 Reais).
 
-Em Praga, na República Checa, estão os maiores consumidores de cerveja do mundo, com mais de 41 galões da bebida por pessoa anualmente.
 
- Portland no estado americano de Oregon, possui 30 cervejarias para cada morador. Agora você já sabe qual o melhor negócio da cidade.
 
- As cervejas caseiras de Viena, na Áustria, são as mais difíceis de achar fora da Europa. Se tiver a oportunidade, não deixe de provar a Gôsser, a Zipfer, a Schwechate, a Wieselburger e a Puntigamer, todas, ou aquelas que você conseguir pronunciar.
 
- A Bélgica nunca poderia ser deixada de lado. As verdadeiras e únicas cervejas trapistas são daqui e podemos afirmar, que sim, são as melhores do mundo. Os monges sabem se divertir. O país conta com 1500 marcas nacionais, então provar uma por dia é pouco para quem quer ser o maior conhecedor desse gênero.
 
- Dublin não fica atrás devido a quantidade de pubs por toda a cidade. Mas beber cerveja por lá nem sempre sai barato! Um passeio impedível para quem estiver na Irlanda é o tour da Guiness, para conhecer o processo de fabricação desse líquido negro dos deuses e ganhar um pint no final do passeio, com a bela vista do Gravity Bar.
 
GOSTOU? DEIXE UM COMENTÁRIO E CURTA A PÁGINA DO Lugares no Mundo NO FACEBOOK.
 
CRÉDITO DAS FOTOS: DIVULGAÇÃO.

Créditos: Melhores Cidades para Beber Cerveja

Última atualização em 13/10/2012 as 20h44

Lugares no

esportes, praia, noite

Avaliações

Dê a sua opinião.

1 votos

Galerias.

Confira esta seleção de matérias e destinos com imagens incríveis.

Ver todos