Road Trip Santa Catarina

Mostrar / Esconder thumbs

De São Paulo à Blumenau, em busca do Oktoberfest e das estradas do sul

Sem planos para o feriado do dia 12 de outubro? Que tal pegar o seu carro e seguir rumo às estradas do Sul, um dos litorais mais bonitos do Brasil, e desbravar as praias de Santa Catarina, dando uma pausa final na Oktoberfest, com todas as suas geladas à disposição? Saia da rotina, se jogue, experimente, descubra e nos conte essa depois. Porta-malas carregado, alto volume, cabelos ao vento e olhos na estrada com o Lugares no Mundo.

TERÇA – FEIRA 
 
 
07:00h - Acorde mais cedo prepare a mala de viagem com roupas leves, biquíni ou calção, protetor solar, óculos escuros, câmera fotográfica e outras peças que seguem a previsão meteorológica, apesar delas não serem nada confiáveis. Vá para o trabalho tendo em mente que no momento em que o relógio apontar 18 horas você já estará no carro partindo para estrada.
 
1ª rota: São Paulo – Curitiba  407 km (aproximadamente 5 horas)
 
 
18:00h - Trânsito - Em um universo perfeito apenas você viajaria no feriado, e a previsão de tempo seria garantida. Mas como sabemos que todos buscam o êxodo da cidade grande, é preciso estar preparado para algumas horas de trânsito.
 
23:00h - Hora de compensar a estrada: Jantar - Após horas sentado, apenas puxando o carro para frente por poucos metros, você merece um belo jantar, apesar do horário tardio para tal. A dica é ir no Barolo Trattoria, até porque, se por acaso você chegar tarde e o restaurante já estiver fechado, o bairro Batel concentra uma enorme quantidade de bares e outros restaurantes que funcionam até altas horas, então dormir com fome não acontece aqui. No Barolo, peça uma de suas saborosas massas artesanais como o conchiglioni de camarão, uma das especialidades do restaurante, que serve duas pessoas facilmente e custa R$ 60,80. Um dos 450 rótulos de vinhos que a casa possui, acompanham a refeição muito bem, e não vão deixar você quebrado no dia seguinte.
 
00:00h - Caso o sono demore a chegar, Batel! Se o sono não tiver chegado, aproveite para explorar esse que é um dos bairros mais badalados de Curitiba, o Batel. Mesmo em dias de semana que não são véspera de feriado, as ruas por aqui estão sempre cheias. O destaque vai para o Taj Bar, com sua gastronomia inspirada nos exóticos sabores orientais, drinques elaborados e ambiente aconchegante. Para entrar, na terça-feira, o preço é R$5 para mulheres e R$9 para homens.  Em algumas situações, clientes de chinelo e bermuda não podem entrar, à menos que seja durante o verão, mas como você está vindo do asfalto e não da praia, isso não será um problema. O sushi-bar é completíssimo e pratos como o  Lamb Shanks In Mango Khorma, feito com cubos de pernil de carneiro marinados em ervas aromáticas ao molho chutney de manga e especiarias asiáticas, valem a pena serem provados.
 
02:00h - Conhecer a Curitiba na Madrugada - Se quiser registrar o seu passeio, ter suas próprias fotos de Curitiba, existem dois lugares que valem à pena serem vistos até no meio da noite, a Ópera do Arame e o Olho de Niemeyer. Este último é um museu, no mais digno estilo do arquiteto e a Ópera do Arame, no Parque das Pedreiras, é talvez um dos cartões postais mais famosos da cidade. Trata-se de um teatro feito de uma estrutura metálica com placas transparentes sobre um lago com uma cascata artificial. Muito belo de se ver por fora, e melhor ainda de assistir uma peça de teatro, quem sabe em uma próxima viagem. Nessa aqui, quanto antes chegar na areia e no mar , melhor.
 
04:00h - Enfim, descanso - Para o merecido descanso antes de seguir viagem, recomendamos o Mabu Royal & Premium Hotel. Apesar de possuir uma estrutura completa, com piscina, coffee shop e academia, sabemos que não haverá tempo para todas essas atividades, mas vale o conforto de saber que elas estão por perto. Entre no clima animado pré-praia em  uma das suítes temáticas, com decorações bastante coloridas inspiradas na Índia, Japão, Havaí ou Arábia. Mas os quartos standard são todos muito elegantes. As diárias vão de R$188 à R$219 em média. Acorde na quarta-feira revigorado, aproveite o maravilhoso café-da-manhã curitibano e volte para a estrada.
 
QUARTA-FEIRA
 
2ª rota: Curitiba - Balneário Barra do Sul 182 km (aproximadamente 2 horas e 30 minutos)
 
O município que antigamente era um vilarejo de pescadores foi descoberto tardiamente como rota turística, e desde então, atrai muitas pessoas que gostam de natureza e atividades ecológicas, tudo com um cenário impressionante. Possui lagoas perfeitas para navegação de pequenos barcos, esportes aquáticos e pescaria. Quem sabe você consegue adquirir seu próprio almoço, e mais fresco do que isso, impossível!
 
10:30h - 1º Parada em frente ao mar, a intenção é relaxar: Praia da Salinas - Conheça  algumas das praias em seus 12 km de litoral, sendo que a mais movimentada é a Praia da Salinas, que além de ter um mar bem tranquilo, há quem diga que sua areia, cheia de minérios, possui propriedades de cura. O balneário possui cinco ilhas, bastante selvagens, tanto é que em 1541, o navegador espanhol Alvaro Nunes Cabeza de Vaca estava em uma expedição pela costa brasileira e passou pela simpática Ilha das Araras, cujo nome não poderia ser mais explicativo, já que os bichinhos estão lá por toda parte. A cena que ele viu é possível ser vista até nos dias de hoje. É realmente um lugar  intocado. Suas águas tranquilas são ideais para mergulho. Para os aventureiros, existem duas grutas na Ilha dos Remédios para explorar e uma trilha que a atravessa.
 
14:00h - Para forrar o estômago, o almoço. Se a pescaria não der muito certo, os restaurantes fazem pratos inspirados na culinária açoriana. Vá ao St. George´s Heroes para um cremoso chope acompanhado de petiscos do mar. Depois de tudo, é hora de seguir viagem para a próxima parada.
 
3ª rota: Balneário Barra do Sul – Balneário Camboriú  84,9 km (aproximadamente 1 hora 30 minutos)
 
 
17:00h - Termine o dia no badalado Balneário Camboriú - Com excelentes opções de hospedagens, restaurantes e uma  vida noturna absolutamente agitada, o Balneário Camboriú é um dos lugares mais agitados de Santa Catarina. Possui bares, cervejarias e até pubs, enfim, opções para todos os gostos, por isso passar o resto do dia e a noite aqui não vai nada mal. Como programa vespertino, naquelas horas em que é você já saiu da praia e ainda não chegou a hora de se arrumar para a balada, que tal um sinuca com cerveja no Ala Mil Snooker Bar. Mesas profissionais, petiscos e lanches preenchem muito bem o fim de tarde.
 
20:00h - Frutos do mar para o jantar - O jantar fica por conta do Restaurante Chaplin, que já virou um clássico da cidade. Prove os camarões grelhados acompanhados do tricolor drinque de frutas, o carnudo filé mignon com legumes grelhados e um bom vinho ou ainda o macarrão negro devido à tinta proveniente das sépias no Linguado com brócolis e fettuccine nero di seppia ao alho e azeite de oliva.
 
22:00h - As baladas -  Parada obrigatória de quem estiver na cidade é o Warung Beach Club. O nome exótico vem do balinês, que significa "casa", e foi justamente essa a intenção dos donos, criar um lugar agradável para encontrar os amigos  e fazer parte de uma festa épica, com DJs nacionais e internacionais. Vale lembrar que dependendo da atração é importante comprar seu ingresso antecipado. Na Wood´s, um público seleto se encontra para apreciar shows com as músicas que são moda. Os camarotes são muito bons e a casa está sempre lotada de gente bonita. Na Djunn Music Place, a decoração é bem praiana e descontraída, e é possível optar por um de seus ambientes de acordo com a finalidade desejada. Para quem quiser sentar e conversar as mesinhas próximas ao bar são a pedida, para quem quiser ver as apresentações musicais com qualidade, o camarote sem dúvida é o lugar e para os curiosos hiperativos, é possível transitar por todos os ambientes. Já a Green Valley foi considerada uma das melhores baladas do Brasil. Grandes nomes da cena eletrônica já se apresentaram aqui como Life is a Loop, Infected Mushroom e Tiesto. A estrutura é muito boa e mistura a modernidade de uma casa noturna top com a natureza de uma cidade litorânea, e com uma integração perfeita dos espaços abertos e fechados, com vista para os lagos naturais e os morros com a mata nativa.
 
Dica de hospedagem: Localizado na Praia do Estaleirinho, o Parador Estaleiro Hotel, faz valer a distância do centro mais agitado, pois seus serviços são excelentes assim como a sua estrutura. Possui piscina semi-olímpica, piscina com hidromassagem, sauna seca e à vapor, além dos quartos extremamente aconchegantes, com janelas bem amplas e quase todos com vista  para o mar. O almoço leve, típico de uma cidade de praia é acompanhado por música eletrônica suave, para manter o clima de feriado. Bastante sofisticado e perfeito para o merecido descanso pós-baladas. A diária média é de R$475.
 
QUINTA-FEIRA
 
 
10:00h -  Seguindo em frente - Se conseguiu acordar antes do meio-dia, depois de uma noitada, pode se considerar um herói. De volta para o carro é hora de partir para uma das cidades mais charmosas do litoral de Santa Catarina, e que recentemente virou o xodó dos apaixonados por praias. Estamos falando é claro, de Bombinhas.
 
4ª rota Balneário Camboriú – Bombinhas 37,4 km (aproximadamente 40 minutos)
 
 
11:00h - Hora de praia - A curta distância é um estímulo para sair da cama cedo e aproveitar mais o dia, já que você vai encontrar em Bombinhas, nada menos que praias hipnotizantes. Para ver pessoas e ser visto, a praia mais agitada é a homônima, Praia das Bombinhas. A areia de quartzo é bem branca e o contraste com as águas puramente azuis é impressionante. Isso se você reparar que está em uma praia ao invés de olhar os belos e bronzeados corpos de ambos os sexos. Se como muitos, você se apaixonar pela cidade e quiser passar um tempo a mais, no melhor estilo natural, a Praia dos Ingleses é perfeita para acampar e mergulhar.
 
14:00h - Almoço - Na hora de comer, a Casa da Lagosta é uma ótima opção sem sair da praia, com porções generosas e preços justos. Mesmo com movimento intenso, o serviço é bastante efetivo. Para um almoço mais sofisticado, vá ao Berro d´Água, sendo que parte do público, chega ao restaurante que também é localizado na beira da praia, em seus iates particulares. Pescados e ostras frescas dominam por aqui. O prato de linguado à milanesa recheado com palmito e mussarela merece uma atenção especial. Após um dia de beleza e tranqulidade, é hora de aproveitar a noite no pièce de résistance de qualquer viagem para Santa Catarina: Florianópolis.
 
5ª rota Bombinhas – Florianópolis 72,8 km (aproximadamente 1 hora)
 
 
16:00h - Mar, mar, mar- Inúmeras opções de diversão seja durante o dia, durante a noite ou madrugada adentro. A parte norte é a região mais movimentada da cidade e com a melhor estrutura turística também. A parte sul é a mais preservada, que conta com uma arquitetura bem tradicional. É também o melhor lugar para comer frutos do mar, todos extremamente frescos. A parte central é para o momento pós-balada, quando bater a culpa por viver uma vida tão desregrada.... Recomendamos terminar seu dia no Riozinho do Campeche, o pico é uma espécie de refúgio da galera descolada que freqüenta Floripa e cansou da afetação da Mole e o over decadente de Jurerex. Ali, turminhas se concentram na conversa fora e na promessa de um reencontro quando subir a Serra.
 
21:00h - Nightlife - Para a noite, é possível ter tudo, restaurante, bar e balada em um só lugar, no The Double Seven. Um dos bares mais cools de Nova York resolveu abrir uma filial, em um dos lugares mais paradisíacos do Brasil.  O lounge bastante elegante conta ainda com dez camarotes. No bar drinques extremamente originais como o Gold Rush (whisky, bourbon, suco de limão siciliano e mel). No restaurante, sabores da culinária internacional e principalmente da italiana fazem sucesso, inclusive por ser possível ver o seu preparo bastante ágil, na cozinha que é vísivel para os clientes. Prove o Parpadelle ao Ragú de Filet Mignon Clássico, que sai por R$ 35,00. Para uma cerveja mais informal vá ao Caravana Fusion Food & Trailer, e como o nome denota é uma grande mistura de elementos. Sua decoração interna é cheia de objetos inusitados enquanto que a parte externa conta com a bela vista da Lagoa da Conceição. Finger Food e música ao vivo completam a  combinação.
 
Dica de Hospedagem: Hotel Boutique Villas Del Sol Y Mar – Encantador desde a primeira vista. Esse hotel parece um castelo em miniatura. Organização e atendimento impecáveis. Localizado a apenas 50 metros da Praia de Jurerê, o hotel ainda conta com sauna, home theater, restaurante e academia. Seus coloridos e aconchegantes quartos estão disponíveis à partir do preço de R$329 a diária. Certamente é o lugar mais charmoso da Ilha para se hospedar.
 
SEXTA E SÁBADO
 
6ª rota Florianópolis – Blumenau 147 km (aproximadamente 2 horas e 10 minutos) 
 
Enfim, o momento mais aguardado da viagem. O conveniente feriado em outubro é a oportunidade (ou desculpa) perfeita para visitar Blumenau e aproveitar a maior festa da cerveja do Brasil.

11:00h - Muita cerveja, enfim Oktoberfest - A hora de se misturar na multidão que enche todas as ruas com casas tipicamente alemãs é essa. A Oktoberfest é o festival para chutar o balde da dieta e comer um gorduroso joelho de porco acopanhado de um bom chope até criar a coragem para dançar as músicas tradicionais no palco e participar do concurso de virar um litro do sagrado suco de cevada.. Desfiles folclóricos, eleição da rainha da festa, stands de cervejas importadas, distribuição de chope gratuito no centro da cidade todas as tardes e competição de tiro. Soa como paraíso, não é? Se sair vivo, não deixe de homenagear seu fígado guerreiro, souvenirs não faltam. A dica aqui para aproveitar a Oktoberfest é se jogar na rua, sentir o clima, perambular até altas horas no centro, que permanece lotado.

14:00h - Esômago cheio para segurar a bebedeira- Na hora do almoço vá ao Figueira Restaurante, onde você irá degustar uma cerveja gourmet e comer carnes preparadas à moda caseira, com cortes bem generosos. E  se quiser conhecer um belo mashup Brasil- Alemanha, vá até o Butiquin Wollstein. A trilha sonora da casa conta com samba, jazz, rock, samba-rock, chorinho e música brasileira do tempo do onça, tocada em seus vinis originais, certamente uma experiência bastante diferente. Petiscos multiculturais estão no cardápio, com diversos pastéis, porções e pratos de preparação simples como crepes, alguns de sabores exóticos como o Crepe Festival com massa de de erva doce, recheio de linguiça e Kochkäse. 

18:00h - E mais cerveja, agora com rock - A combinação esporte-rock-cerveja parece não cansar nunca, e é no Rock Bola Bar, que ela encontra seu templo. Um ambiente muito simpático e descontraído onde é possível tomar, adivinha,  um cremoso chope e assisitr aos principais lances da rodada, ou seja lá o esporte ou campeonato que estiver passando na TV. Eventualmente bandas de rock se apresentam no bar, em geral bandas independentes no melhor estilo rock sulista. Petiscos completam a lista de itens básicos de sobrevivência na vida noturna. O sanduíche de mortadela no pão bola, simplesmente não cabe em um boca com elasticidade normal.

22:00h - E mais cerveja, agora com deliciosos petiscos - Para dar um tempo na temática alemã que estará por toda parte, vá ao descoladíssimo The Basement English Pub. Um ambiente que parece uma mistura do modelo típico de bar inglês com uma taverna medieval. Apesar da sonoridade indigesta de "gastropub" é isso que esse porão é, um ótimo lugar para harmonizar uma cerveja encorpada como a Strong Ale, com um petisco à sua escolha. A entrada de queijo brie e geleia de pimenta com torradas e o  Barbecue Pork Ribs Sandwich, são ótimas sugestões, pode confiar.
 
Dica de Hospedagem: Hotel Steinhausen Colonial- Aproveite o espírito da cidade para se hospedar em um hotel colonial. O Steinhausen Colonial possui um belo jardim e uma piscina para se refrescar do calor intenso que faz em Blumenau em outubro. Mas a ideia principal, ainda é passar mais tempo na rua do que no hotel e gastar seu dinheiro em experiências gastronômicas. As diárias aqui custam à partir de R$120.
 
DOMINGO
 
10:00h - O último dia - O aperto no coração se instaura: É hora de voltar e a ressaca é grande. A dica é fazer uma parada estratégica antes.
 
7ª rota Blumenau – Joinville 97,2 km (aproximadamente 1 hora e 46 minutos)
 
 
12:30h - A última refeição no Sul - As horas de estradas começam cedo, já que segunda-feira é hora de encarar o chefe mais uma vez. Mas passar pela charmosa Joinville, uma cidade altamente desenvolvida é que possui um dos melhores IDHs do Brasil é uma ótima opção para a hora do almoço. Já que o plano é encarar mais algumas longas horas de estrada, nada de comidas pesadas, e a essa altura você não quer ver pratos alemães nunca mais. Nada melhor e mais leve do que uma massa no Ádamo Gastronomia, muito bem acompanhadas por uma carne branca, de preferência. Se a idéia é um almoço rápido, visite o Sabor Pastel, são mais de 50 sabores muito bem recheados.
 
8ª rota Joinville – São Paulo 526 km (aproximadamente 6 horas e 20 minutos)
 
22:00h - A volta - Hora de voltar para casa, cuidar do corpo e voltar para a rotina, e já começar a planejar a próxima viagem.
 
GOSTOU? DEIXE UM COMENTÁRIO E CURTA A PÁGINA DO Lugares no Mundo NO FACEBOOK PARA FICAR POR DENTRO DOS MELHORES ROTEIROS TURÍSTICOS
 
CRÉDITO DAS FOTOS: DIVULGAÇÃO, CARLOS COLONETTI E MARLON GASPAR

 

Créditos: Road Trip Santa Catarina

Última atualização em 13/10/2012 as 20h44

Lugares no

esportes, praia, noite

Avaliações

Dê a sua opinião.

5 votos

Galerias.

Confira esta seleção de matérias e destinos com imagens incríveis.

Ver todos