Road Trip Litoral Norte de SP

Mostrar / Esconder thumbs

A Beach Trip favorita de São Paulo

Por Thomas Iacocca

Aproveitando o feriado de páscoa, vamos falar sobre um roteiro de viagem muito apreciado pelos paulistanos, o litoral norte. Com praias tanto movimentadas quanto desertas a região atrai todo tipo de público. Quem quiser ir a bares e baladas que mais parecem ser da Vila Olímpia vai se encontrar! Quem quiser sumir do mapa e se enfiar no meio do mato para um maior contato com a natureza também vai se encontrar (ou se perder se assim preferir).

Aproveite esse roteiro e se jogue na estrada, afinal só não viaja no feriado quem não quer.
 
Primeiro dia
 
Saindo do trabalho, você que já foi prevenido com a sua mala para o escritório e está psicológicamente preparado para enfrentar o trânsito que te obriga a viajar a no máximo 40km/h, pode se consider um guerreiro. Não se esqueça que o deleite não vem sem sacrifício.
 
A primeira parada clichê, mas daquelas que são boas para manter a tradição é dar uma parada no Pastel do Trevo de Bertioga. Apesar de ter inúmeras unidades em São Paulo (não seja turista e viaje um fim de semana só para comer pastel), garantimos que o mais recheado e gigantesco é o da unidade rústica que fica na Rio-Santos (isso se você conseguir chegar e o lugar estiver aberto, se sim e se você conseguir achar um lugar para parar o carro). Aproveite para esticar as pernas e engorde com as delícias monstruosas. O motorista deve aproveitar para tomar um café e seguir viagem!
 
Depois desse começo deprimente, porém inevitável, vamos para o que interessa. Assim que desligar o carro e vestir seu calção ou biquíni, escolha os lugares para ir que mais te apetecem. Não vamos fazer um roteiro mirabolante de forma que você tenha que visitar uma praia a cada meia hora se quiser ver todas. Selecionamos as mais legais para aproveitar o máximo do seu tempo.
Trilha sonora
 
Já que você vai passar incontáveis horas em um carro seguem aí algumas sugestões de música com cara de estrada rumo a La playa para a viagem, passando por variados gostos:
 
Daedelos – Sundown
Black Label Society –Blood is Thicker than Water
Jack Johnson – Sitting, Waiting, Wishing
Semisonic – Closing Time
Red Hot Chilli Peppers – Road  Trippin
Weezer – Island in the Sun
Big Bad Voodoo Daddy – Go daddy-O
 
Bertioga e São Sebastião
 
Praias selvagens e maravilhosas o aguardam, onde não é difícil ver os peixes nadando em suas águas cristalinas. Especialmente a Praia Brava, um lugar que vale a pena conhecer. O acesso só pode ser feito pelo mar ou pela trilha no morro que a cerca. Repelente é obrigatório para não ser comido vivo pelos borrachudos. O nome da praia não é à toa... o mar é realmente violento, sendo point de surfistas experientes. Não suba em uma prancha achando que isso é bobagem porque na MELHOR das hipóteses será um vexame na certa.
 
Se você estiver buscando uma experiência mais transcendental, em um grande galpão no meio do mato é realizado o culto de Santo Daime. O pessoal de lá é super receptivo se perceber que a intenção dos visitantes é boa (você não vai participar de sunga com sua latinha de cerveja na mão).  Se quiser experimentar veja as indicações no site e vá sem medo.  O ritual costuma durar a noite toda com a entoação de cantos sagrados e várias doses do chá. Depois de certo tempo é capaz que a aparência das pessoas com o rosto derretido e as luzes disformes te deixem com um pouco de vertigem, mas não se preocupe porque o vomitódromo já está preparado. Faz parte do processo de limpeza espiritual.
 
Distâncias: São Paulo - 168km
 
Acesso: Rodovia Prestes Maia
 
Boracéia
 
Falamos aqui de uma praia um tanto selvagem, com muita areia e matagal. Aliás lá está localizada a Reserva Indígena do Rio Silveiras com tribos de Índios Guaranis. O acesso à reserva é restrita mas você vai encontrá-los na beira da rodovia, vendendo cacarecos artesanais, que são uma ótima opção de lembrancinha para a família.
 
Distâncias: São Paulo - 141 km
 
Acesso: Rodovia Prestes Maia
 
Camburi
 
Jet Set da região: concentra muitos artistas, grande maioria composta por hippies que encontraram uma forma de vida zen e por lá ficaram. Freqüentada por políticos e artistas de TV, é um lugar com uma vida noturna bem agitada. A praia é linda com águas azuis e areia branca fininha, com muitas pessoas bonitas. Você praticamente vai se sentir na Ilha de Lost.
 
Distâncias: São Paulo – 167 km
 
Acesso: Rodovia Rio-Santos
 
Nossas dicas:
 
Restaurante Manacá - Com um ambiente aberto e rústico você irá almoçar cercado por bananeiras e beija-flores com seus voos rasantes. - Rua Manacá, 102
 
Restaurante Acqua - A perfeita combinação de frutos do mar com culinária mediterrânea e o ambiente cercado de paredes de vidro para observar a mata atlântica.
Estar no ambiente legal com comida boa não sai por menos de R$100 por pessoa. - Estrada de Camburi, 2000
 
O Galeão - Imitando um navio pirata, a casa é o perfeito ambiente para agir como um lobo do mar. Mesa de sinuca acompanhada por rum é uma ótima pedida! A música fica por conta dos DJ's da casa, infelizmente sem remixes de Drink Up Me Hearties Yo Ho. - Rua Principal (da beira do mar), 79
 
Bangaloo - Ambiente para apreciar um sushi pizza bar (Viva o Brasil e sua mistura e culturas) e depois se jogar na pista. - Estrada de Camburi, 710
 
Guaecá
 
A praia em si é bipolar com dias de marasmo total e outros de fúria com ondas assassinas. O legal lá é voar: paraglider e asa delta contam com uma paisagem maravilhosa.
 
Distâncias: São Paulo - 184km
 
Acesso: Rodovia Prestes Maia
 
Juquehy
 
Mais interessante se você tiver ou alugar uma casa lá para ficar com os amigos indoor. A culinária é muito boa se estiver disposto a provar o pescado a cumbucu, receita local com um delicioso e ardido molho de raiz forte.
 
Distâncias: São Paulo - 156 km
 
Acesso: Rodovia Prestes Maia
 
Maresias
 
Chegando a maresias você vai encontrar o point da badalação (meio babaca esse termo não?), pegação (termo igualmente ruim mas que expressa a verdade) e esvaziamento dos bolsos. Tirando a praia linda, parece muito com São Paulo, já que tem bares e baladas legais, dignos de uma Vila Olímpia, dificuldade em estacionar o carro e coisas singelas como uma simples garrafa de água por preços detestávelmente altos. Você vai encontrar os jovens executivos exibindo suas pernas branquelas de escritório e o inseparável gel no cabelo com seus carrões cheios de areia.
 
Distâncias: São Paulo - 173 km
 
Acesso: Rodovia Prestes Maia
 
Nossas dicas:
 
Restaurante Badauê - Podemos classificá-lo como um quiosque de luxo. Mesas em um deque aconchegante na praia com almofadas coloridas e gastronomia excelente. - Avenida Francisco Loup, 901
 
Morocco Dining Club - Essa mistura de balada, bar e clube conta com a melhor programação de música eletrônica da região. No cardápio pratos leves já que a intenção depois de comer e ir para pista e coquetéis bem exóticos para experimentar. O ambiente imita uma tenda árabe, com luzes amarelas que deixam o lugar mais claro, com um clima diferente das baladas tradicionais. - Rua Sirena, 357
 
Sirena - Balada mais tradicional de Maresias em todos os sentidos: contém pista, bar, camarote e salinha da ressaca com sofás e música ambiente baixa. A consumação mínima varia de R$50 a R$250 dependendo da atração do dia. A casa em si é bem bonita e tem capacidade para 3500 pessoas apesar de na alta temporada a sensação física ser de 10000. - Rua Sirena, 418 
 
Ilhabela
 
A praia de Castelhanos, localizada a leste de Ilhabela, é um ambiente romântico para descansar ouvindo os pássaros e ver golfinhos que freqüentemente dão as caras por lá, sem precisar gastar o dinheiro de uma viagem para o Caribe. Se for com a galera, não vá....você vai acabar tentando subir bêbado num golfinho para brincar de peão.
 
São Paulo - 190 km (mais 15 minutos de balsa)
 
Acesso: Rodovias Dutra, Ayrton Sena e Carvalho Pinto
 
Nossas dicas (se for com amigos, agora sim as melhores pedidas):
 
Creoula - Madeiras utilizadas em obras e tecidos psicodélicos decoram a casa inspirada na história da dançarina vaudeville Josephine Baker. Drinques, petiscos e música house completam o ambiente. - Avenida Força Expedicionária Brasileira, 35
 
Bartatas - Para o pessoal que prefere sentar em uma mesa, jogar conversa fora, comer petiscos explosivamente calóricos, tomar um cremoso chope e ouvir uma música mais tranqüila tem essa ótima opção, com uma trilha sonora de jazz e blues. - Rua da Padroeira, 12
 
Restaurante Marakuthai - Culinária contemporânea mundial com um toque thailândes e muitas pimentas e gengibre. Um ambiente muito estiloso e agradável com abajures cobertos por tecidos. Se não conseguir passar por lá e sentir remorso porque não foi em um dos restaurantes mais bacanas da ilha, não se desespere, o restaurante também está em São Paulo para você aproveitar em um fim de semana comum. - Ilhabela: Avenida Força Expedicionária Brasileira, 495 - São Paulo: Alameda Itu, 1618
 
Ubatuba
 
Pela trilha das Sete Praias você vai encontrar duas que valem sozinhas a viagem: Cedro e Bonete. Praias irresistíveis com água transparente. A do Cedro costuma estar sempre vazia devido a uma simples subida de 20 minutos (extremamente cansativa). Se você não for vencido pela sua alma preguiçosa, será muito bem recompensado. Aproveite para bebericar alguma coisa no bar do Dito, o único morador lá. (E você trabalhando em uma sala com 30 pessoas e morando em um condomínio de 8 prédios ao invés de estar sozinho em uma praia paradisíaca, francamente viu!)
 
Distâncias: São Paulo - 240 km
 
Praia do Cedro: 14 km do centro de Ubatuba
 
Praia do Bonete: 24 km do centro de Ubatuba
 
Acesso via Dutra ou Ayrton Senna
 
Itamambuca
 
Essa é para o pessoal do conforto. Se você não é chegado nos passeios mais rústicos e não dispensa o conforto de banheiros bem equipados, ar condicionado e comida sem procedência duvidosa esse é o seu lugar. Se enfie no Itamambuca Eco Resort e aproveite as piscinas, a praia de areia branquinha, e o spa de palafitas sobre um lago de carpas.
 
Distância: 15 km do centro de Ubatuba
 
Esticadinha
 
Você que se empolgou, mandou o trânsito da volta para São Paulo para o inferno e resolveu ficar mais e seguir explorando, vá até Paraty!
Com arquitetura colonial, a cidade vibra em uma atmosfera intelectual praiana. Não é a toa que todo ano acontece lá a Feira Literária Internacional de Paraty (FLIP).
Com passeios de escuna, cachoeiras (muitas) e trilhas, ainda é possível apreciar uma infinidade de restaurantes, feiras de artesanato e galerias de arte. Enfim uma praia Cult.
 
Distância: São Paulo - 278 km
 
Acesso: Rodovia Carvalho Pinto
 
Praia do Cachadaço
 
O cartão postal da cidade, apesar do nome, é uma praia bem sossegada. Você não encontrará os cachaceiros de plantão reunidos aqui para louvar Baco (é uma praia Cult lembra?) Traga sua cachaça de alambique que tudo ficará bem e elegante.
 
Cachoeira do Iriri
 
Muitas trilhas levam a cachoeiras espetaculares, mas a do Iriri, na praia do Iririguaçu, com seus três saltos e duas piscinas naturais é algo para ser apreciado.
 
Nossas dicas:
 
 
Ideal para apreciar a culinária caiçara moderninha em pleno centro histórico da cidade
 
Rua Dr. Samuel Costa, 198
 
Che Bar
 
Se entregue à uma balada latina nesse bar que toca muita música cubana. Aprecie um mojito acompanhado por empanadas argentinas. Globalização total!
 
Rua Marechal Deodoro, 241
 
Curtiu? Passe lá no Facebook do Lugares no Mundo e enjoy your trip!

 

Créditos: Itamambuca - Ubatuba

Última atualização em 02/12/2012 as 20h18

Thomas Iacocca

esportes, praia, noite

Avaliações

Dê a sua opinião.

1 votos

Galerias.

Confira esta seleção de matérias e destinos com imagens incríveis.

Ver todos