O Sabor e a Saúde do Japão

Mostrar / Esconder thumbs

Especialista fala sobre os inúmeros benefícios da culinária japonesa

Estamos há séculos atrás, conservando peixes em arroz, para mantê-los frescos e nos alimentarmos por muito tempo. Descobrimos que a fermentação do arroz produz ácido lático que azeda o peixe e evita sua decomposição. Mas temos que jogar todo esse arroz fora depois, e esse desperdício não esta sendo produtivo. As coisas por aqui mudaram...Descobrimos como usar esse arroz e comê-lo junto com o peixe. E essa receita tem tido muito sucesso... Eis, uma das culinárias mais apreciadas pelo mundo todo, e que também é uma das mais saudáveis, com inúmeros benefícios à saúde. Entrevistamos o sushiman e chef Daniel Hirata, do restaurante Mori Sushi, um dos mais badalados de SP, e te mostramos porque a culinária japonesa é tão saudável!

SOBRE O MORI SUSHI

Sempre em busca de tendências e novidades para desenvolver seus pratos o Mori Sushi, um dos restaurantes mais badalados dos Jardins, SP, acaba de anunciar a renovação de sua marca. Isso porque o logotipo passa a ser acompanhado de um hanko (tradicional carimbo japonês) estilizado representando o sobrenome Ohta, da família que empreendeu e administra o restaurante, para que não seja confundido com as demais casas de uma rede que leva o mesmo nome. A logomarca estilizada também com traços do arrozal, vem confirmar a proposta despojada e moderna do restaurante, com sua atmosfera inovadora. Justamente por isso confiamos nossa entrevista ao sushiman e chef Daniel Hirata, que nos comprova todos os benefícios da comida japonesa à saúde! Entenda mais...

O SABOR E A SAÚDE DO JAPÃO

Os tradicionais ingredientes do sushi, combinam perfeitamente com a inclinação de nossos dias em se reduzir o consumo de carne vermelha e carboidrato. Para se dizer de outra maneira: os quitutes vistosos e deliciosos em geral não são bons para a saúde, ao contrário da culinária japonesa, que além de deliciosa, contém inúmeras propriedades em seus ingredientes. Se evitar os sushis fritos, ou com cream cheese/ maionese, o prato será com certeza muito menos calórico, e com benefícios incontáveis à saúde.

Lugares no Mundo: Porque a comida japonesa é tão saudável?

Daniel Hirata: O Japão é um país rodeado por oceanos, e pela lógica, não seria um espanto ter um povo que consome basicamente peixes e frutos do mar. Mas o que confirmou a base dessa culinária, foi um decreto no ano de 676 do Imperador Tenmu, que dizia que os habitantes japoneses não poderiam mais consumir carne de vaca, cavalo e frango. A partir de então, o Japão se tornou o maior consumidor de peixe do mundo, além de arroz e verduras. Com à exceção do Otoro (parte gorda do atum) e das opções fritas, a gordura é praticamente inexistente nos ingredientes do sushi. O vinagre adicionado ao arroz tem propriedades antibacterianas, previne contra a fadiga e diminui o risco de arteriosclerose e hipertensão, se usado o shoyu com moderação. Já os peixes, são ricos em proteínas, minerais, aminoácidos, vitaminas e  baixo teor de gordura, esta, composta de ácidos polisaturados e com baixo índice de colesterol. Outro exemplo são os mariscos, conhecidos por suas propriedades rejuvenecedoras, especialmente para pele.

AV: E quanto à Raíz Forte, conhecido como Wasabi?
DH: Por se volatizar ao ser ingerido, o wasabi estimula a secreção da saliva e outros sucos digestivos, o que aguça o apetite. Além de ser muito rico em vitamina C e ter um poder antibacteriano. Possivelmente a sabedoria dos antigos os levou a usar o wasabi, mais por seus poderes antibacterianos do que pelo seu sabor.

AV: O gengibre também tem benefícios?
DH: O Gari, o nome dado ao gengibre preparado para ser comido em fatias, acompanhando o sushi, geralmente vem temperado como um tipo de picles, que refresca a boca e tem como função limpar o paladar entre um tipo e outro de sashimi. Além disso, é outra grande arma contra as bactérias. A história registra que no século XVII, durante uma revolta contra Tokugawa, um rio que cortava a Capital do Japão foi envenenado pelos rebeldes. Uma velha fazendeira, que tratava grande quantidade de gengibre, pelo processo de ralá-lo e lavá-lo, acabava deixando escorrer essa água pelos afluentes, em considerável quantidade de sumo. O gengibre neutralizou o veneno e por causa deste fato, até hoje o gengibre é reverenciado no templo xintoísta de Kokio.

AV: E o pepino e nabo que geralmente acompanham os pratos?
DH: Parecem ítens decorativos, mas, originalmente, serviam como elementos que ajudavam na digestão da carne crua (devendo ser comidos juntamente com os filés) e serviam também como inoculadores do cheiro do peixe. Com a mesma função, podem ser utilizadas folhas de shiso.

AV: O chá verde também é um grande aliado à saúde, correto? Nos fale um pouco dele!
DH: Também conhecido como Banchá, o chá verde é um tipo de chá feito a partir da infusão da erva Camellia Sinensis. É chamado de verde porque as folhas da erva sofrem pouca oxidação durante o processamento. É servido após as refeições e sempre que as pessoas se reúnem. É bebido quente e puro, sem nada adicionado. É considerado um aliado à saúde por ser rico em substâncias antioxidantes que ajudam a neutralizar os radicais livres, responsáveis pelo envelhecimento celular precoce. Além de ajudar a diminuir as taxas de colesterol e ativar o sistema imunológico.

O sushiman e chef Daniel Hirata, responsável por todas as novidades e sabores do Mori Sushi, morou no japão durante dois anos e meio, e diz trazer a tradição e a paixão pela culinária japonesa desde criança, ao conviver diariamente com os pratos preparados por sua avó. Não deixe de experimentar o menu do Mori Sushi. Saiba mais sobre o restaurante, clique aqui!

GOSTOU? DEIXE SEU COMENTÁRIO!

CRÉDITO DAS FOTOS: MORI SUSHI


Créditos: O Sabor e a Saúde do Japão

Última atualização em 13/10/2012 as 20h44

Lugares no

esportes, praia, noite

Avaliações

Dê a sua opinião.

2 votos

Galerias.

Confira esta seleção de matérias e destinos com imagens incríveis.

Ver todos