Bares e Baladas em Buenos Aires

Mostrar / Esconder thumbs

Corpos embalados entre tangos e pubs

A noite de Buenos Aires deixa qualquer um impressionado. São muitas opções de bares e baladas para passar noites que vão ficar na memória. O rock argentino é uma das descobertas mais interessantes para os hipsters de plantão, mas baladas de todos os tipos para todos os gostos, não faltam. Saiba onde aproveitar o melhor da noite Portenha com o Lugares no Mundo:

BARES E BALADAS

Buller Brewing Company: Apesar de muitos se referirem ao local como um pub, ponto de encontro de jovens afim de beber e jogar conversa fora, ele mais parece um bar americano com as mesinhas na lateral, onde muitos ficam assistindo diversos jogos da liga européia ou de futebol americano. É obrigatório pedir o sample, que traz seis copos americanos cada um com uma das cervejas produzida pela casa. Tem as clássicas pilsen e stout e até uma com um toque de banana. Vale a pena provar por 30 pesos. End: Calle Roberto M. Otiz 1827.
 
Jet Lounge: Um pouco afastado do circuito mainstream de baladas de BA, a casa já recepcionou eventos mega exclusivos como festas ligadas à moda e lançamentos musicais high-profile. Localizada em frente à marina, a vista que se tem dos barcos dá um toque especial para a festa que começa a meia noite de sexta-feira e recomeça no sábado, com batidas eletrônicas e rock retro. End: Avenida Costanera Rafael Obligado 4801.
 
Asia de Cuba: A decoração da casa, como o nome já diz, é mashup. Perfeita para degustar um jantar multi-étnico e depois se jogar na pista que começa com hip hop, house e lounge e depois da uma da madrugada vira eletrônico dançante com DJs nacionais e internacionais. End: Calle Pierina Dealesi, 750.
 
Tequila: Com certo face control, não é tão fácil principalmente para turistas entrar nessa balada que tem um público bem selecionado. Os portenhos a consideram cara, mas os brasileiros estão acostumados a pagar 150 reais de consumação nas baladas daqui. Para os argentinos, o jantar costuma ser as 22 horas e por isso as baladas começam mais tarde. Meia noite elas até já estão abertas, mas a pista começa a ferver, no caso da Tequila, lá pelas 2 da manhã. Chique e refinada para quem gosta de se sentir V.I.P. End: Avenida Rafael Obligado Costanera com a Avenida La Pampa.
 
Isabel: Um bar-balada apaixonante e muito descolado no coração de Palermo. Seu interior é inspirado no Whitney Museum of American Art, de Nova York, combinando design, tecnologia e uma trilha sonora diferente de tudo o que você já ouviu, uma mistura de estilos e datas aos descolados e alternativos. Os jardins que cercam a balada são cobertos de jasmim e você vai se lembrar desse cheiro por um bom tempo. Para as meninas o delicioso Pink Gin, e para quem tiver guts, independente do sexo, o forte White Russian. End: Calle Uriarte, 1664.
 
Godoy: Para quem quer tudo da noite em um lugar só. São três ambientes que não tem nenhuma divisória entre eles. Em uma parte do galpão está o restaurante com pratos com um toque asiático, o bar em outro canto oferece os tradicionais drinques de baladas e uma pequena pista está logo ao lado, com lounge e house. Um ambiente um tanto escuro para um restaurante e mais claro que o normal para uma balada, o que torna o programa bem interessante. End: Calle Paraguay, 4905.
 
 
Notorious: Um dos mais respeitados Jazz Club de Buenos Aires. Além de apreciar os sons clássicos e contemporâneos do estilo. Deguste ótimos vinhos e uísques acompanhados de deliciosos petiscos como bruschettas e carnes assadas com malbec. End: Avenida Callao, 966.
 
Crobar: Com casas em Chicago, Miami e Pequim, essa balada é a favorita dos artistas portenhos. Na pista, muita música dos anos 80 e dance. Para se sentir bem no ambiente, é fundamental estar bem vestido, porque todos estarão. End: Calle Marcelo Freyre, sem número (mas fácil de descobrir onde está).
 
Museum Club: O que esperar de uma balada que é patrimônio arquitetônico do francês Gustav Eiffel. Pessoas descoladas se reúnem nesse ambiente com estrutura de aço que remete à obra máxima de seu autor. Começa de verdade a partir de uma hora da manhã. Músicas dançantes e latinas completam a vibe. End: Avenida Perú, 535.
 
 
LIV Club: As festas mais procuradas da cidade são feitas aqui. No mesmo esquema de horário quem quiser fazer um esquenta pode chegar umas dez horas da noite para tomar uns drinques, mas a música começa mesmo só depois da uma da manhã. E há quem diga que Buenos Aires tem um fuso horário irrelevante.  A casa personifica o estilo e as pessoas de Palermo Hollywood. End: Avenida Juan B. Justo, 1658.
 
Locos por El Fútbol: Um bar temático, onde garçons e garçonetes utilizam o uniforme do esporte. Ideal para refeições rápidas no estilo americano. Os telões passam jogos, obviamente, do campeonato argentino. Param as mulheres que não gostam do esporte, saibam que o público masculino que freqüenta o local é pra lá de interessante. End: Calle Vicente López com Júnin.
 
Cocoliche: Esta é uma das baladas undergrounds mais originais de toda a América Latina. Uma ótima dica para quem gosta de novidades. A casa leva o conceito de “festa estranha com gente esquisita” a um novo (e positivo) patamar. End: Calle Rivadavia, 878.
 
 
Club Bahrein: Muito interessante e com um público que se assemelha ao da D-EDGE de São Paulo. A casa funciona no que era um antigo cofre de banco, o que para alguns pode soar um pouco claustrofóbico. E para aos não fumantes, quase todas as baladas permitem cigarro dentro, então raramente se escapa do cheiro, mas a festa em si compensa. Pessoas dançando como se não houvesse amanhã. End: Calle Lavalle, 345.
 
Club 69: Talvez a festa mais louca de Buenos Aires em uma mistura de moderno e glamour, mas não necessariamente luxo. A única forma de captar a essência da casa é ir até lá. Drag Queens, mulheres nuas, homens de cueca, garotas orientais vestidas de dançarinas do ventre e criaturas que não é possível definir o sexo vestidos de corte francesa do século XVIII, todos em busca de uma noitada de diversão e loucura. End: Calle Federico Lacroze 3455
 
Club Big One: A balada que termina mais cedo em toda Buenos Aires....porém em um domingo. A música eletrônica rola solta até 1, 2 horas da manhã e a pista fica cheia até o último momento. Para os fãs do estilo, programa obrigatório. End: Calle Alsina, 940
 
Saiba mais sobre Buenos Aires:


Aproveite as promoções do Lugares no Mundo para o feriado da semana santa. Clique e faça sua reserva:
 
GOSTOU? CURTA A PÁGINA DO Lugares no Mundo NO FACEBOOK E FIQUE SEMPRE POR DENTRO DO QUE HÁ DE MELHOR PARA A SUA PRÓXIMA VIAGEM
 
CRÉDITO DAS FOTOS: DIVULGAÇÃO

 

Última atualização em 14/03/2013 as 12h13

Guilherme Guinski

esportes, praia, noite

Avaliações

Dê a sua opinião.

3 votos

Galerias.

Confira esta seleção de matérias e destinos com imagens incríveis.

Ver todos