Amazonas: Da nascente à foz a pé

Mostrar / Esconder thumbs

Ed Stafford demorou 859 dias para percorrer o curso do rio

AMAZÔNIA Aventura

Numa empreitada inédita e audaciosa em nome de um protesto contra o desmatamento da Amazônia, o ex-capitão do exército britânico Ed Stafford caminhou da nascente à foz do rio Amazonas. Foram mais de 9,5 mil kilômetros percorridos em 2 anos e 4 meses, uma jornada que começou no Peru e terminou no Brasil.

Há apenas algumas horas da sua chegada ao Oceano Atlântico, o final de sua longa caminhada, Stafford desmaiou na estrada para Belém. Esse incidente foi um pequeno contratempo perto dos 859 dias de sua jornada, que terminou com a seguinte declaração: "Nunca estive tão cansado e exultante em toda a minha vida".

Uma das alegrias da viagem foi o encontro com Gadiel Sanchez Rivera, conhecido como Cho. Ele deveria ter sido o guia de Stafford durante 50km, mas Cho da gostou da proposta de uma "vida simples" e decidiu seguir até o fim da aventura.

Em 2007, um sueco já havia proposto um projeto parecido com o de Ed Stafford e Cho: Martin Strel percorreu o Rio Amazonas a nado, desde Atalaya, no Peru, até Belém. Além disso, a partir de 1970, 6 expedições conseguiram percorrer o mesmo trajeto, mas usando uma combinação de barcos, botes e caiaques.

A intenção de Stafford é chamar a atenção da comunidade internacional para a floresta Amazônica, que diminui todos os dias devido a queimadas de fazendeiros e madeireiros ilegais. Se a viagem o assustou? Sim, no começo, mas hoje o britânico de 34 anos diz que se sente em casa na floresta.

A viagem foi toda documentada em seu blog, onde disse ter encontrado generosidade verdadeira no Brasil.

Saiba mais: http://www.walkingtheamazon.com/

Última atualização em 13/10/2012 as 20h44

Lugares no

esportes, praia, noite

Avaliações

Dê a sua opinião.

1 votos

Galerias.

Confira esta seleção de matérias e destinos com imagens incríveis.

Ver todos